Série A > Copas Internacionais

Copa América 2021: estrelas que marcaram poucos gols no torneio

Neymar tem apenas dois gols, Messi um e Luis Suárez está em branco.

Neymar espar ganhar a Copa
Neymar espar ganhar a Copa

A Copa América Brasil 2021 que vem jogando desde domingo, 13 de junho, não cumpriu em sua fase de grupos a proposta de bom futebol e gols.  Foram 18 jogos disputados e apenas 40 gols marcados, sendo o Brasil o atacante mais efetivo com 10 gols, com Venezuela (3-0) e Peru (4-0) somando suas vitórias.

Não apareceu nenhum artilheiro de destaque, sendo os artilheiros com dois gols o brasileiro Neymar, o peruano André Carrillo, o paraguaio Ángel Romero Villamayor e o chileno Eduardo Vargas. Algo a ter em consideração é que a penas foram marcados 4 autogolos no total, sendo o mais favorito a equipa do Uruguai com dois.

A falta de eficácia do argentino Lionel Messi que mal faz um gol é marcante, enquanto Luis Suárez ainda não sabe o que é marcar.

Suarez e Messi

Tabela de artilheiros gerais
2 gols: Neymar (BRA), André Carrillo (PER), Angel Romero Villamayor (PAR), Eduardo Vargas (CHI).

1 gol: Sergio Peña, Gianluca Lapadula (PER) Marquinhos, Gabriel Barbosa, Alex Sandro, Éverton Ribeiro, Richarlison, Firmino, Casemiro, Eder Militao (BRA), Lionel Messi, Guido Rodríguez, Alejandro Darío Gómandro (AR), Alejandro Darío Gómandro Gamarra , Braian Samudio, Miguel Almirón (PAR) e Benjamín Berreton (CHI),

Eles também são: Edwin Saavedra (BOL), Edwin Cardona, Miguel Borja, Luis Fernando Díaz (COL), Eduar Preciado, Gonzalo Plata Ayrton Preciado, Angel Mena (ECU), Edson Castillo, Ronald Hernández (VEN), Edison Cavani (URU ).

Neymar com Brasil

Objetivos pessoais

3º encontro
Yerry Mina (COL) a favor do Peru, Arturo Vidal (CHI) a favor do Uruguai.


 4º encontro
Renato Tapia (PER)) a favor do Equador e Carlos Lampe (BOL) a favor do Uruguai.

Metas por equipes
1. Brasil, 10 gols

2. Peru, 5 gols

3. Paraguai, 5 gols

4.- Equador, 5 gols

5. Colômbia, 3 gols

6.- Chile, 3 gols

7.-Uruguai, 3 gols

8.- Argentina, 3 gols

9.- Venezuela, 2 gols

10.- Bolívia 1 gol

Penalidades

1º encontro
Neymar (BRA) para Joel Graterol (VEN), converteu


Arturo Vidal (CHI) para Emiliano Martínez (ARG), reprovado


Edwin Saavedra (BOL) para Antony Silva (PAR), convertido

3º encontro

Miguel Borja (Colômbia) para Pedro Gallese (PER), convertido.

4º encontro

Miguel Almirón (Paraguai) para Claudio Bravo (CHI), convertido

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias