Série A

Atlético Mineiro x Flamengo foi cheio de polêmicas fora de campo

Árbitro da partida relatou na súmula as reclamações de dirigentes do Flamengo

Arana tentando driblar
Arana tentando driblar

O jogo entra Atlético Mineiro x Flamengo não foi quente só dentro de campo. O árbitro da partida, Luiz Flávio de Oliveira relatou na súmula que objetos foram atirados no campo, assim como relatou a reclamação da diretoria do Flamengo. Entre os objetos jogados no campo estão um isqueiro e um “ferro com a porca rosqueada”.

Mais notícias do Atlético Mineiro:

Centroavante que custou milhões ao Atlético, preterido por solução barata

Sobre as reclamações de diretores flamenguistas, ele relatou que o chefe da delegação rubro-negra, Cláudio Cotta da Silva proferiu ofensas à equipe de arbitragem. “Não vai nos roubar” e “Você tem que apitar para os dois lados” estão entre as ofensas proferidas por Cotta da Silva.

O árbitro, no entanto, omitiu da súmula os cantos homofóbicos e misóginos que ocorreram durante o jogo. O ato estranhou as pessoas, já que a partida chegou a ficar algum tempo paralisado por causa dos cantos. Vale lembrar que o STJD ainda pode punir o galo pelos cânticos, mesmo que não seja relatado em súmula.

Como foi o jogo de ontem (22)

Em duelo válido pelas oitavas-de-finais da Copa do Brasil, o galo conseguiu fazer uma boa atuação e venceu o Flamengo que pouco produziu. O 2X1 mascara um pouco o que foi a partida, que teve amplo domínio do Atlético Mineiro e contou com um golaço de Hulk e o camisa 7 do galo ainda deu uma assistência para Ademir marcar o segundo.

Mais notícias do Atlético Mineiro:

Jogador deixa gramado chorando e preocupa torcida do Atlético Mineiro

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias