Qatar 2022

Júnior, ex-lateral da Seleção, hoje é dono de restaurante chique

Por Romario Paz

Júnior, ex-lateral da Seleção, hoje é dono de restaurante chique

Além de ter brilhado na Itália, jogador conquistou Copa do Mundo, Libertadores da América e Mundial de Clubes

Síguenos enSíguenos en Google News

No dia 30 de junho deste ano, irão se completar 21 anos da conquista do pentacampeonato pela Seleção Brasileira. Com a eliminação na Copa do Mundo do Catar diante da Croácia, esse número chegará a 24 anos em 2026, no próximo Mundial. Exatamente o tempo que o Brasil ficou sem levantar a taça entre 1970 e 1994, ano da conquista do tetra.

Foram 24 longos anos desde o show do rei Pelé e companhia em gramados mexicanos, até o tetra nos Estados Unidos, com show de Romário, Bebeto, Taffarel, Dunga, entre outros na terra do Tio Sam, onde o futebol nacional conquistou a sua quarta estrela na camisa. Já em 2002, no ano do quinto título, Júnior era um dos 23 convocados por Luiz Felipe Scolari.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Desespero no São Paulo, Arboleda saiu lesionado e este é o diagnóstico, temporada perdida

Fagner tem carro de luxo no Corinthians, mas Van de Roger Guedes nos deixa de boca aberta

O jogador já havia trabalhado com Felipão no Palmeiras, onde havia conquistado a Libertadores da América em 1999. Depois, brilhou na Europa com a camisa do Parma-ITA entre 2000 e 2004, além de ter tido uma passagem relâmpago pelo Siena antes de defender o São Paulo, onde conquistaria mais uma Libertadores e o Mundial de Clubes da FIFA em 2005.

Depois das chuteiras

Na campanha do pentacampeonato, Júnior atuou em apenas uma partida, diante da Costa Rica, a última da primeira fase. A Seleção Brasileira venceu por 5 a 2, e o lateral-esquerdo fechou o placar com um belo gol no segundo tempo, tendo sido eleito também o melhor jogador em campo. Depois que se aposentou pelo Goiás, o jogador inaugurou um restaurante 5 estrelas em Belo Horizonte, Minas Gerais, durante a passagem pelo Atlético-MG.

Tópicos


Mais notícias