Qatar 2022

Chocante, a nova alegação de Daniel Alves sobre a vítima que revoltou a todos

Por Jorge Dias

Chocante, a nova alegação de Daniel Alves sobre a vítima que revoltou a todos

A defesa de Daniel Alves enviou um novo pedido de liberdade provisória para a Justiça da Espanha

Síguenos enSíguenos en Google News

Nesta semana, a defesa de Daniel Alves enviou um novo pedido de liberdade provisória para a Justiça da Espanha e alguns trechos vazaram e revoltaram a internet. O UOL teve acesso aos argumentos presentes no pedido, em reportagem o portal revelou que os advogados do brasileiro afirmaram nas “imagens gravadas se vê claramente dois adultos desenvolvendo um jogo erótico preliminar". Outro trecho retirado do pedido é: Observa-se na denunciante uma conduta abertamente sexualizada, própria de um galanteio em fase de cortejo".

No documento enviado ao UOL pela própria defesa de Daniel Alves, fica claro que a estratégia é reforçar a ideia de consentimento da vítima. “Em algum momento, se vê a jovem colocando-se de costas ao atleta, contorcendo-se e roçando os glúteos em movimento com a zona pélvica do denunciado ao ritmo da música”, argumentam os advogados. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Enquanto Neymar tem helicóptero de R$ 50 milhões, os carros de Ronaldo Fenômeno

R Gaúcho perde muito dinheiro, pra se salvar bloqueou as contas de grande clube brasileiro

Outro argumento usado pela defesa para conseguiur a liberdade provisória de Daniel Alves, é o fato dos seus filhos estarem vivendo na Espanha, o que dificultaria a sua fuga do país. “O próximo ano letivo será realizado em Barcelona e a moradia de seus filhos foi registrada na casa que Alves possui em Esplugues de Llobregat”, diz trecho do pedido divulgado pelo UOL. 

Nesta semana, o UOL já havia publicado uma matéria onde descrevia as imagens das câmeras de segurança da boate no dia do crime. Segundo o portal, é possível ver a vítima chorando após deixar o banheiro com Daniel Alves.

Daniel Alves disse ser um ‘cúmplice’ do desejo

Em seu último depoimento a Justiça, Daniel Alves confessou ter mantido relação com a jovem, mas alegou consentimento, e chegou a dizer que era apenas um ‘cúmplice do desejo que e a vítima tinham'.

Tópicos


Mais notícias