Qatar 2022

Após ser banido por apostas esportivas, a decisao inesperada de Bryan Garcia

Por Jorge Dias

Após ser banido por apostas esportivas, a decisao inesperada de Bryan Garcia

Equatoriano teve o seu contrato rescindido após deixar o Athletico-PR

Síguenos enSíguenos en Google News

O escândalo da manipulação de jogos no futebol brasileiro pode ter acabado com a carreira de diversos jogadores promissores, entre eles o equatoriano Bryan Garcia. O meia se destacou com o Independiente Del Valle e foi comprado pelo Athletico-PR por R$ 8,5 milhões em 2022. No Brasil, Garcia não chegou a se destacar, mas era utilizado com frequência. Entretanto, o jogador foi citado na Operação Penalidade Máxima, e acabou tendo o seu contrato rescindido com o Athletico.

Apesar de ainda não ter sido denunciado pelo Ministério Público, o nome de Bryan Garcia foi encontrado em diversas conversas dos apostadores. Dessa forma, o Furacão rescindiu o seu contrato e declarou: “Comunicamos que na data de hoje foram desligados os atletas Bryan García e Pedrinho. O Club não se manifestará mais a respeito, inclusive por meio de seus profissionais, por entender que a questão deve ser tratada pelas autoridades competentes”, escreveu o Athletico-PR em comunicado oficial. 

Mais notícias do Futebol Brasileiro: 

Loucura, como uma lesão da vítima pode condenar Daniel Alves de vez no Tribunal

Enquanto Mohamed Salah ganha 18 milhões, o salário para Neymar no Liverpool

Atualmente, Bryan Garcia está sem clube e segundo a imprensa equatoriana, o jogador treina para manter a forma enquanto busca uma nova oportunidade. A tendência é que Garcia não tenha chances no futebol brasileiro e que retorne ao Equador. 

Os jogadores indiciados pelo Ministério Público

Até o momento, o Ministério Público de Goiás denunciou 15 jogadores por participação no esquema de manipulação de jogos, são eles: Eduardo Bauermann (zagueiro, Santos); Gabriel Tota (meia, ex-Juventude); Paulo Miranda; Igor Cariús (lateral-esquerdo, Sport); Victor Ramos; Fernando Neto; Matheus Gomes; Romário; Joseph; Mateusinho; Gabriel Domingos; Allan Godói; André Luiz; Ygor Catatau; e Paulo Sérgio.

 

Tópicos


Mais notícias