Qatar 2022

É revelada a última carta de Dani Alves em Brians 2

Por Romario Paz

É revelada a última carta de Dani Alves em Brians 2

Dani Alves tenta sair da prisão

Síguenos enSíguenos en Google News

A defesa do ex-jogador do Barcelona, Dani Alves, pediu ao público que o liberte provisoriamente, argumentando que é “impensável” que tente fugir, já que tem um “projeto de vida” no Barcelona, Espanha, e os filhos ingressou em uma escola naquela cidade.

Os advogados do jogador de futebol, Cristóbal Martell e Arnau Xumetra, interpuseram recurso no Tribunal de Barcelona, contra a decisão do juiz de instrução de mantê-lo em prisão preventiva, na qual ele entrou em 20 de janeiro de 2023 acusado de estuprar uma jovem. banheiro de um quarto privado da boate Sutton, na capital catalã.

Mais notícias do Futebol Brasileiro:

Meia de Seleção Brasileira revela o que tinha Maradona que Pelé nunca teve

No Palmeiras, Roger Guedes tinha carrão de luxo, mas nem compara com agora, no Corinthians

Dani Alves pediu para ser libertado a 20 de abril de 2023, depois de se apresentar a seu pedido perante o magistrado para dar a sua quarta versão do ocorrido na boate Sutton, na qual insistiu que sustentava ter sido consentido com a denunciante.

Os advogados do ex-jogador do Pumas sustentam em seu recurso que o risco de fuga é "inexistente", já que as provas do caso fornecem "perspectiva sólida e músculos" para a defesa. "Dani Alves pode e quer se defender e não vai fugir do processo", conclui a carta.

Além disso, para os advogados, “a aventura de fuga” do futebolista é impensável porque a fuga significaria “um fardo insuportável para o sujeito e um desrespeito desnecessário para si e para a família e filhos” que Dani Alves “não quer provocar".

Para evitar o risco de fuga, os advogados de Dani Alves sublinharam que tem um "projeto de vida" em Barcelona, onde sempre desejou que os seus filhos recebessem uma formação universitária, razão pela qual os inscreveu em Espanha, onde seu filho mais velho irá cursar o último ano do ensino médio.

Além de negar o risco de fuga, o grosso do apelo de Dani Alves se concentra em questionar a versão da vítima diante das imagens captadas pelas câmeras de segurança da discoteca momentos antes de o jogador de futebol e o denunciante entrarem no banheiro onde supostamente ocorreu o ataque.

A defesa, que forneceu ao tribunal um relatório que analisou as imagens, afirma que esse documento é de utilidade "inquestionável" e justifica que foi elaborado por uma agência de detetives com base no fato de que "esses profissionais manuseiam os programas de computador necessários" para zoom, desacelerar e acelerar imagens sem adulteração.

 

Tópicos


Mais notícias