Brasileiros pelo Mundo

FIFA decide ampliar suspensão de contrato de jogadores na Rússia e na Ucrânia

A FIFA anunciou a prorrogação do fim da suspensão de contratos

FIFA
FIFA

A FIFA decidiu nesta terça-feira (21) pela prorrogação da suspensão de contratos de atletas estrangeiros que atuem por clubes russos e ucraanianos, a entidade decidiu pela manutenção do efeito suspensivo visando não prejudicar atletas que atuavam nos campeonatos da Rússia e, sobretudo, da Ucrânia.

Mais notícias do Futebol internacional:

Neymar já escolheu quem será o dono do "10" E não é Vinicius jr

Desde fevereiro a Ucrânia sofre uma intervenção militar injustificada da Rússia, que alegou inicialmente combater neonazistas ucranianos alocados na região separatista de Donbass, a FIFA decidiu pela expulsão da Rússia do Mundial do Catar e também pela suspensão de contratos de atletas estrangeiros que desejam sair da Rússia ou da Ucrânia pelo tempo que a guerra durar.

O prazo inicialmente terminaria em junho, mas com a decisão, será estendido até o final da temporada seguinte, ou seja junho de 2023. Jogadores e treinadores que continuaram a atuar nos países envolvidos no conflito, poderão aderir com pedidos de suspensão se quiserem. Os atletas que estão fora de seus clubes de origem, estão autorizado a negociar um novo contrato até junho de 2023.

A edição de 2021 do Campeonato Ucraniano não foi finalizada e o esporte no país está suspenso e sem previsão de retorno. A FIFA não proibiu a Federação Russa de Futebol de organizar suas competições localmente, mas os clubes do país estão suspensos de torneios internacionais até o desfecho do conflito armado.

Mais notícias de Brasileiros pelo mundo:

O melhor amigo de Ronaldinho o ajudou a sair da cadeia, agora ele pode ir

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias