Jogadores

Não só James Rodríguez, os craques de Copa do Mundo que fracassaram no São Paulo

Por Romario Paz

Não só James Rodríguez, os craques de Copa do Mundo que fracassaram no São Paulo

A passagem do colombiano James Rodríguez no São Paulo chegou ao fim

Síguenos enSíguenos en Google News

Em 1997, Renato Gaúcho, ídolo em clubes como Grêmio, Flamengo e Fluminense, teve uma passagem fugaz pelo São Paulo. Após problemas contratuais, o atacante optou por não permanecer no clube após uma breve apresentação no CT, retornando ao Rio de Janeiro sem assinar o contrato.

Outro episódio marcante foi o retorno de Rivaldo ao futebol brasileiro em 2011. Após uma curta passagem pelo Mogi Mirim, o meia foi anunciado pelo São Paulo, mas sua contribuição foi aquém do esperado, resultando em sua dispensa ao final da temporada.

O zagueiro Lúcio, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, também teve uma passagem turbulenta pelo São Paulo. Contratado para agregar experiência à equipe na Libertadores, acabou afastado do elenco por atos de indisciplina e rescindiu seu contrato após um período de treinamento separado do restante do time.

Por fim, a contratação de Daniel Alves em 2019 prometia ser um marco na história do clube. No entanto, apesar de conquistar títulos, a passagem do jogador foi marcada por desentendimentos e problemas financeiros, culminando na rescisão do contrato e em uma dívida acumulada pelo atleta antes de sua saída conturbada.

Não foi apenas James Rodríguez que chegou com status de craque e fracassou no São Paulo

No São Paulo, a chegada de jogadores internacionais com grande renome nem sempre resultou em sucesso dentro de campo. A trajetória recente de James Rodríguez, por exemplo, acabou de maneira precoce, com o jogador solicitando a rescisão de seu contrato após poucas oportunidades e um único gol pelo clube. Seu caso se soma a outros emblemáticos na história do Tricolor paulista.


Mais notícias