Copas Internacionais

'O maior de todos'; Felipão quebra recorde na Libertadores aos 73 anos; saiba mais

Treinador chegou as quartas de finais com o Furacão

Felipão
Felipão

Luiz Felipe Scolari tem mais um recorde quebrado em sua passagem pelo Furacão, após se tornar o treinador brasileiro mais velho em atividade, Felipão, agora tem o recorde de em 8 participações na Libertadores, ter 8 vezes classifcado as equipes para as quartas de finais. O treinador jamais ficou pela competição na fase preliminar, na fase de grupos ou nas oitavas.

Mais notícias do Futebol brasileiro

'Algoz do Boca Juniors'; Quem é Benedetto, o atacante que salvou o Corinthians

Felipão foi campeão com o Grêmio logo em sua estreia na competição em 1995, depois disso chegou as semifinais com a equipe gaúcha em 1996. Em 1999 seria bicampeão com o Palmeiras e em 2000 vice com a mesma equipe. Em 2001, o treinador seria eliminado nas quartas de finais da competição com o Cruzeiro. Em 2018 novamente uma semifinal e em 2019 parou nas quartas de finais, as duas com o alviverde paulista.

O veterano treinador campeão do Penta com a Seleção, assumiu o Athletico ainda na reta final da fase de grupos da competição após a saída repentina de Fábio Carile. A equipe estava com 4 pontos e era a lanterna de seu grupo, conseguiu a classificação na última rodada vencendo os dois últimos confrontos e alcançando a segunda colocação do grupo B.

Agora, passou pelo Libertad do Paraguai, a mesma equipe que derrotou na fase de grupos e eliminou após vencer na Arena da Baixada por 2x1 e empatar em Assunção em 1x1. A classificação ainda quebrou um jejum de 17 anos que o Athletico não avançava para às quartas de finais. O Furacão aguarda a definição de Fortaleza e Estudiantes para saber seu próximo adversário.

Torcida por brasileiros tem pegadinha

Felipão foi perguntado se estaria torcendo para que mais clubes brasileiros conseguissem a classificação para às quartas de finais, o treinador foi sincero na sua declaração, “Estamos torcendo para que os times brasileiros passem. Para nós é bom. Eles também vão se desgastar e jogar três campeonatos”, afirmou o veterano comandante.

Mais notícias do Futebol brasileiro

Como Vitor Pereira quebrou o Boca Juniors na La Bombonera; entenda

Jorge Dias

Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie em 2013, mas atuo desde 2008 com textos esportivos. Já trabalhei no Diário Lance! como diagramador e jornalista, de 2010 a 2016. Escrevi para Surto Olímpico, Bola Parada, Torcedores.com e Punteiro Izquierdo.+ info

Notícias relacionadas

Mais notícias

Mais notícias