Copas

(VÍDEO) O detalhe polêmico que fez Taça da Libertadores ser rejeitada pelo torcedor

Por Romario Paz

(VÍDEO) O detalhe polêmico que fez Taça da Libertadores ser rejeitada pelo torcedor

Muitos torcedores na final da Libertadores repararam em detalhe estranho da taça

Síguenos enSíguenos en Google News

O Fluminense venceu a Copa Libertadores de 2023, após derrotar o Boca Juniors por 2 a 1, na final do Maracanã. O confronto histórico provou que a equipe brasileira poderia se tornar vencedora de um torneio internacional, até então inédito em sua história. Com a conquista, o tricolor ganhou a oportunidade de enfrentar times estrangeiros no Mundial Interclubes de 2023.

Além da conquista histórica, o Fluminense manteve a hegemonia brasileira que está se construindo no continente. Das últimas 5 finais da Libertadores, foram 5 vitórias brasileiras, sendo em 3 decisões, disputadas apenas entre times do Brasil. A derrota do Boca Juniors também deu ao Fluminense, o título de campeão inédito, que não acontecia desde 2014, quando o San Lorenzo conquistou a taça pela primeira vez.

A vitória do Fluminense foi como uma bomba nos bastidores do Boca Juniors. O clube argentino estava confiante de que conseguira alcançar a sua sétima estrela após passar por todo o mata-mata dessa edição da Libertadores sem precisar vencer um jogo. Foram três classificação, com três disputas de pênaltis vencidas pelos argentinos.

Ainda assim, o trajeto do Boca Juniors é repleto de questionamentos sobre o futuro de seu principal dirigente: Juan Riquelme ainda não confirmou que concorrerá a presidência do clube no próximo ano, ainda mais agora com essa decepção e a vida difícil no Campeonato Argentino. O Fluminense não venceu o Boca apenas no gramado, mas também causou um verdadeiro ‘rebu’ dentro da La Bombonera, ainda no vestiário, quando Jorge Almirón, treinador da equipe, pediu as contas logo após perder a final.

Segredo da taça revelado

Quem reparou na taça da Libertadores pode ter observado uma estrutura diferente na taça da Libertadores da América. Segundo a Conmebol, o artefato ‘pregado’ na base da taça eram câmeras GoPro colocadas estratégicamente naquela região para captar momentos importantes da festa tricolor. Apesar dessa inteção, o objeto teria deixado a taça ‘feia’ segundo os torcedores do Fluminense, que não aprovaram a ideia. Veja como foi a reação dos jogadores com o troféu.

Tópicos


Mais notícias