Copas

Organizadas do Fluminense tomam atitude de última hora visando final da Libertadores

Por Jorge Dias

Organizadas do Fluminense tomam atitude de última hora visando final da Libertadores

Após conflitos de torcidas organizadas do Fluminense com torcedores do Boca Juniors na praia de Copacabana e ameaça da final não ter público no estádio, organizada do Flu tomam atitude

Síguenos enSíguenos en Google News

Nos últimos dias, muitos argentinos chegaram a cidade do Rio de Janeiro para aproveitar os dias antes da final da Libertadores. Os torcedores do Boca Juniors se concentraram na zona sul da cidade, aproveitando a praia de Copacabana e o calor da Cidade Maravilhosa. Aconteceram alguns conflitos pela cidade, com emboscadas armadas por torcidas organizadas do Fluminense, contra esses torcedores argentinos que vieram para a final mas aproveitavam para passear na cidade, indo a pontos turísticos e a praia.

Após esses fatos lamentáveis, a Conmebol resolveu agir e convocou uma reunião com os dois clubes e as entidades máximas do futebol dos dois países, além de representantes do poder público. Nessa reunião a entidade que comanda o futebol sul-americano citou que se necessário faria a final sem a presença de público, com os portões do Maracanã fechados. Porém, tanto a CBF, representada por seu presidente, Ednaldo Rodrigues, quando o poder público afirmaram que haverá condições seguras para a realização da partida.

O poder público da cidade e do estado do Rio de Janeiro, aumentaram o nível de segurança nas ruas para evitar mais conflitos entre os torcedores e também para a segurança de toda a população, que busca curtir o feriado na cidade. O jogo acontece no próximo sábado (4), às 17h (horário de Brasília) e cada uma das torcidas terá um local na cidade para poder assistir o jogo em um telão, os argentinos poderão acompanhar no Terreirão do Samba, enquanto os brasileiros terão um telão na Cinelândia.

Torcidas Organizadas do Fluminense tomam atitude

Após os muitos conflitos e a reunião que a Conmebol teve com os clubes, o Fluminense organizou uma reunião com as torcidas organizadas do clube. Nessa reunião ficou decidido que as torcidas organizadas do clube carioca celebraram um pacto para que os conflitos com torcedores do Boca Juniors fossem encerrados imediatamente. Além disso, a nota fala que independente de nacionalidade e rivalidade entre os clubes, atos de covardia não podem ser tolerados seja contra a história de indígenas e negros, seja contra famílias.

As organizadas se propuseram a punir os seus associados que participaram desses conflitos com a exclusão do quadro de sócios e desejaram que a paz reine dentro e fora do estádio e terminaram com a torcida de que o Fluminense alcance a Glória Eterna. As próximas horas são cruciais, já que chegou ao Rio de Janeiro a mais famosa Torcida Organizada do Boca Juniors, a La 12, que já haviam feito um vídeo com ameaças de que chegariam para proteger e vingar seus compatriotas que foram atacados covardemente na cidade do Rio de Janeiro.

Tópicos


Mais notícias