Copas

Nem Maradona, muito menos Messi, o ídolo que inspirou Germán Cano a fazer gols

Por Romario Paz

Nem Maradona, muito menos Messi, o ídolo que inspirou Germán Cano a fazer gols

Atacante argentino vive melhor momento da sua carreira no Brasil

Síguenos enSíguenos en Google News

Germán Cano, atacante do Fluminense, é um exemplo de perseverança e talento no futebol. Nascido em 1988 em Carlos Spegazzini, na Grande Buenos Aires, Argentina, Cano cresceu em uma família humilde, com seu pai trabalhando como sapateiro e sua mãe como cozinheira. Ele é o segundo de quatro filhos.

 

Desde jovem, Cano demonstrou paixão pelo futebol e costumava treinar incansavelmente, muitas vezes com seu irmão mais velho, Julián. Embora não tivesse muito interesse pelos estudos, o futebol se tornou a sua verdadeira paixão.

A carreira de Cano teve altos e baixos, e ele passou por vários clubes antes de se destacar no Fluminense. Sua paciência e dedicação ao esporte o levaram a se tornar o artilheiro da Conmebol Libertadores em 2023, com 13 gols. O Fluminense conquistou o título da Libertadores naquele ano, e Cano desempenhou um papel crucial nessa conquista.

 

Ronaldo Fenômeno é um ídolo para Germán Cano

Na época de sua juventude, o ídolo de Cano era o fenomenal Ronaldo, conhecido como Ronaldo Fenômeno. O atacante brasileiro dominou o cenário do futebol nas décadas de 1990 e 2000, conquistando Copas do Mundo, prêmios de melhor jogador do mundo e corações de fãs de todo o mundo. Cano admirava a habilidade, velocidade e o talento indiscutível de Ronaldo. Ele viu em Ronaldo um exemplo a seguir, um jogador que transcendeu fronteiras e rivalidades no futebol.


Mais notícias