Copas

Jornalista faz difícil afirmação sobre final da Libertadores que preocupa Diniz

Por Jorge Dias

Jornalista faz difícil afirmação sobre final da Libertadores que preocupa Diniz

Fluminense e Boca Juniors já estão concentrados para a decisão deste sábado (5)

Síguenos enSíguenos en Google News

Pela grande final da Copa Libertadores, Fluminense e Boca Juniors entram em campo neste sábado (5), às 17h (horário de Brasília). No Maracanã, brasileiros e argentinos buscam fazer história na competição, conquistando o título mais cobiçado do futebol sul-americano. Com expectativa de casa cheia, o Tricolor das Laranjeiras chega embalado para a decisão. 

Após 15 anos de espera, o Fluminense irá disputar uma final de Libertadores pela segunda vez em sua história centenária. Querendo evitar mais um vice-campeonato sul-americano, Fernando Diniz segue ajustando os últimos detalhes do time titular que irá iniciar a partida no Maracanã. Mesmo fazendo ministério, sem revelar a escalação, a tendência é que o comandante tricolor mantenha a base principal. 

Recuperado de lesão, Nino está de volta ao time titular do Fluminense. Quem também está 100% confirmado para a final da Libertadores é o zagueiro Felipe Melo. No meio-campo, o técnico Fernando Diniz segue "quebrando a cabeça" para encontrar a melhor formação tática. Isso porque, Alexander, Lima e Martinelli lutam por uma vaga entre os titulares. Desse modo, o Tricolor Carioca deve entrar em campo com Fábio, Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo e Marcelo; André, Lima (Martinelli), Ganso e Arias; Keno e Cano.

Conmebol pode adotar medida drástica para a final da Copa Libertadores entre Fluminense x Boca Juniors 

Na última quinta-feira (2), torcedores de Fluminense e Boca Juniors protagonizaram cenas lamentáveis no Rio de Janeiro. Assustando turistas, moradores e até os banhistas que estavam aproveitando o feriado, as torcidas organizadas das equipes entraram em confronto, provocando uma confusão generalizada na orla da praia. Sendo assim, segundo informações do jornalista argentino Martin Souto, a Conmebol pode tomar uma medida drástica, realizando a final da Libertadores da América com portões fechados no Maracanã. Ainda de acordo com o repórter, a entidade não cogitou a possibilidade da decisão ser transferida para outro local. 

Antes das brigas entre os torcedores em Copacabana, a Conmebol realizou uma reunião com os representas de Fluminense e Boca Juniors para finalizar os últimos ajustes para a finalíssima da Libertadores 2023. Buscando baixar os índices de violência entre brasileiros e argentinos, a entidade emitiu uma nota repudiando as confusões que aconteceram na última quinta-feira (5). Vale destacar que algumas pessoas foram detidas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro, sendo encaminhadas para a delegacia. 

De acordo com a imprensa argentina, mais de 150 mil torcedores do Boca Juniors devem chegar no Rio de Janeiro até sábado (5) para a acompanhar a decisão da Libertadores. Sendo assim, já prevendo futuros conflitos entre argentinos e brasileiros, o prefeito Eduardo Paes anunciou que terá um espaço especial no Sambódromo para os turistas. Passando pela orientação do Batalhão Especializado em Policiamento em Estádios, a tendência é que o esquema de segurança para a decisão seja ainda mais rigoroso. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Mais notícias