Copas

Gol de Cano é o maior da história do Fluminense e não é só pela final da Libertadores

Por Jorge Dias

Gol de Cano é o maior da história do Fluminense e não é só pela final da Libertadores

Centroavante argentino marcou o primeiro gol da decisão 

Síguenos enSíguenos en Google News

Vivendo um momento de enorme de apreensão no Maracanã, Fluminense e Boca Juninos estão se enfrentando na finalíssima da Copa Libertadores da América 2023. Após o empate em 1 x 1 no tempo normal, a decisão do título acabou indo para a prorrogação. Pelo lado do Tricolor das Laranjeiras, Germán Cano, artilheiro isolado da competição, abriu o placar ainda na etapa inicial. Entretanto, no segundo tempo, Luis Advíncula aproveitou a assistência de Cristian Medina para deixar tudo igual. 

De maneira tranquila e soberana na partida, o Fluminense fez um grande primeiro tempo. Imprimindo o seu ritmo habitual, a equipe comandada por Fernando Diniz abriu o marcador com Germán Cano. Já na etapa final do confronto, o Boca Juniors igualou o placar, deixando a definição do título para a prorrogação.

Na primeira etapa do tempo extra, o Fernando Diniz adotou uma postura diferente. Fazendo algumas mudanças importantes na formação tática da equipe, brilhou a estrela de John Kennedy. A joia tricolor saiu do banco de reservas para colocar o Tricolor Carioca na frente do marcador. Para a alegria da torcida, o xodó da comissão técnica está garantindo o título inédito da Copa Libertadores da América 2023

Germán Cano é o maior artilheiro da história do Fluminense em Libertadores 

Abrindo o placar para o Fluminense na decisão da Copa Libertadores da América contra o Boca Juniors, Germán Cano chegou a marca de 16 gols marcados na competição. Superando o ex-jogador e ídolo Fred, o atacante argentino se tornou o principal artilheiro do clube carioca na história da competição mais importante do futebol sul-americano. 

Contratado a custo zero pelo Fluminense após deixar o Vasco da Gama, Germán Cano chegou ao Tricolor Carioca em 2022. Disputando a Libertadores do ano passado pelo clube, o atacante teve um desempenho ruim comparado com essa temporada. Balançando a rede três vezes, o jogador acabou sendo eliminado da competição antes da fase de grupos, ainda nas prévias eliminatórias para entrar no torneio. 

Já em 2023, ainda mais adaptado ao Fluminense, Cano chegou a marca de 37 gols, se tornando um dos maiores artilheiros do mundo na atualidade. Pilar ofensivo do time comandado por Fernando Diniz, o camisa 14 tem chamado a responsabilidade nos últimos jogos, ainda mais nessa reta final da temporada.  


Mais notícias