Copas

Fluminense escalado para a final da Libertadores 2023 sem seu amuleto

Por Jorge Dias

Fluminense escalado para a final da Libertadores 2023 sem seu amuleto

Fernando Diniz conta com força máxima para a decisão contra o Boca 

Síguenos enSíguenos en Google News

Neste sábado (4), a partir das 17h (horário de Brasília), Boca Juniors e Fluminense vão se enfrentar pela grande final da Copa Libertadores da América 2023. No Maracanã, que já está ficando completamente lotado para a decisão, argentinos e brasileiros buscam conquistar o título mais importante do futebol sul-americano. Diante de milhares de pessoas, Fernando Diniz e Jorge Almirón chagam para a partida querendo fazer história na competição. 

Campeão da Copa Libertadores em 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007, o Boca Juniors sonha em conquistar o seu sétimo título. Querendo para se igualar ao Independiente, um dos seus rivais no futebol argentino, a equipe conta com dois desfalques importantes para o duelo contra o Fluminense. Avertido como cartão vermelho na semifinal contra o Palmeiras, o capitão Marcos Rojo não poderá entrar em campo. Além do experiente jogador argentino, a jovem promessa Exequiel Zeballos, está no departamento médico do clube após sofrer uma grave lesão. 

Por outro lado, o Fluminense irá atuar em “casa” pela finalíssima da Libertadores 2023. Atuando no Maracanã, o Tricolor das Laranjeiras terá uma grande vantagem para conquistar o título inédito. Vice-campeão sul-americano em 2008, a equipe carioca virar a página para superar o Boca Juniors diante do seu torcedor. Com força máxima para o desafio mais importante da história do clube, Fernando Diniz fez suspense até o último minuto para revelar o time. 

O desempenho do Fluminense na Copa Libertadores da América chama a atenção. Comandado por Germán Cano no ataque, o Tricolor Carioca é o time a ser batido na América do Sul. Na fase inicial, a equipe garantiu a classificação na liderança do Grupo D. Conquistando três vitórias, um empate e sofrendo apenas duas derrotas, o time brasileiro avançou para o mata-mata em alta. Em seguida, para chegar na decisão, o Flu eliminou três clubes tradicionais; Argentinos Jrs, Olimpia e Internacional

John Kennedy irá iniciar a decisão entre Boca Juniors x Fluminense no banco de reservas 

Considerada a principal joia do Fluminense na atualidade, John Kennedy não irá começar a decisão como titular. Adotando uma postura mais conservadora, principalmente devido ao equilíbrio, Fernando Diniz optou por escalar o meio-campista Matheus Martinelli, reforçando a posição. Na defesa, Nino e Felipe Melo estão de volta após se recuperarem de lesão. Já no ataque, sem novidades, Keno e Jhon Arias vão atuar ao lado do artilheiro argentino Germán Cano

Nessa edição da Copa Libertadores da América, John Kennedy disputou nove jogos, marcando três gols e distribuindo três assistências pelo Fluminense. Conhecido como amuleto tricolor, o atacante balançou a rede em partidas importantíssimas no mata-mata, como na semifinal da competição contra o Internacional, no Beira-Rio. Avaliado em 4 milhões de euros, a jovem promessa tem contrato com o clube carioca até dezembro de 2026. 


Mais notícias