Copas

Fernando Diniz deve montar ataque da Seleção que vale mais de R$ 2 bilhões

Por Jorge Dias

Fernando Diniz deve montar ataque da Seleção que vale mais de R$ 2 bilhões

Técnico da Seleção Brasileira irá escalar ataque de muita mobilidade e que vale muita grana também

Síguenos enSíguenos en Google News

A Seleção Brasileira entra em campo nessa terça-feira (17) às 21h (horário de Brasília) para enfrentar o Uruguai no Estádio Centenário em Montevidéu, casa da Celeste Olímpica. O confronto vai colocar frente a frente Fernando Diniz e Marcelo “El Loco” Bielsa que tem algumas semelhanças, como por exemplo serem conhecidos por suas equipes praticarem um futebol ofensivo, além disso, os dois treinadores tem poucos títulos em seus currículos. Em 33 anos de profissão, o argentino conquistou apenas seis troféus, enquanto o brasileiro em 14 anos de profissão levantou apenas um troféu de expressão, o Campeonato Carioca de 2023.

A partida entre Brasil e Uruguai será válida pela 4ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026 e em caso de vitória dos mandantes, aproximará as equipes, caso a vitória seja dos visitantes, ampliará a distância dos dois primeiros colocados para o restante dos competidores. As duas seleções vem de empates, os uruguaios empataram com a Colômbia fora de casa, enquanto os brasileiros empataram com a Venezuela em Cuiabá. O Brasil está na 2ª posição da competição com sete pontos ganhos após três partidas, enquanto o Uruguai está na 4ª colocação com quatro pontos conquistados em três jogos também.

A Seleção Brasileira tropeçou na Venezuela pela segunda vez na história das Eliminatórias da Copa do Mundo, tendo empatado duas vezes e vencido todas as outras partidas. Com isso, surgiram muitas criticas ao futebol apresentado pelo Brasil e também muitas criticas a Neymar. As criticas foram em relação ao camisa dez ter segurado mais a bola do que deveria e também as diversas reclamações do jogador brasileiro direcionadas a arbitragem. Foi consenso que Neymar estava tentando forçar um cartão amarelo que o impediria de jogar contra o Uruguai, fazendo reclamações efusivas, inclusive em lances claramente normais e de jogo.

Mudanças a vista na escalação de Fernando Diniz

Após o tropeço e as criticas, mudanças devem acontecer na escalação da Seleção Brasileira, a principal delas deve ocorrer no ataque, com a saída de Richarlison e a entrada de Gabriel Jesus. Com isso, o técnico da Seleção Brasileira deve escalar um ataque que vale mais de R$ 2 bilhões e deve ser composto por Vinícius Junior, Neymar, Rodrygo e Gabriel Jesus. O valor de mercado desses jogadores somados é o que ultrapassa esse valor e mostra quão valorizados são os atacantes brasileiros na Europa.

Outras mudanças devem ocorrer na escalação, nas laterais mais duas mudanças, Yan Couto que já entrou durante o jogo contra a Venezuela deve começar jogando após a lesão de Danilo, já do outro lado, Carlos Augusto deve ter a oportunidade no lugar de Guilherme Arana. Com isso, o Brasil deve ir a campo com Éderson, Yan Couto, Marquinhos, Gabriel Magalhães e Carlos Augusto; Casemiro, Bruno Guimarães, Neymar, Rodrygo, Vinícius Junior e Gabriel Jesus.

Tópicos


Mais notícias